Dia da consciência negra

12249639_738378656292201_12723689595725705_n

Zumbi dos Palmares viveu no século XVII, nessa época não existia a noção de que todos deveriam ser tratados de forma igual, pelo contrário, era muito comum que os lideres tivessem escravos, tanto brancos como negros na África. Essa noção de igualdade entre as pessoas surgiu no final do século XIX, na Europa. Não existia essa noção de igualdade dentro do Quilombo de Palmares.

Segundo Edson Carneiro, no livro “O Quilombo dos Palmares”, em Palmares, eram livres apenas os negros que optaram por viver no quilombo. Escravos capturados pelos moradores de Palmares em tribos vizinhas permaneciam escravos. “Os escravos  que, por sua própria indústria e valor, conseguiam chegar aos Palmares, eram considerados livres, mas os escravos raptados ou trazidos à força das vilas vizinhas continuavam escravos”. Zumbi era um escravagista.

No Brasil, a figura desse homem é usada como símbolo de liberdade e luta contra a escravidão. Pura balela. Eu citei apenas uma fonte, mas existe uma boa variedade de livros de história que comprovam isso, detalhe é que esses livros não são do MEC, acho importante citar isso.

curta nossa página – Garota Reaça

 

 

One thought on “Dia da consciência negra

  1. Napoleão Araujo

    Existe um livro que considero excelente, sobre a Princesa Isabel. A história da Princesa Isabel, amor,liberdade e exílio.Biografia REGINA ECHEVERRIA.
    Mostra a grande sacanagem republicana e o mega plano de escravidão de todos os tempos. Vale a pena ler e ver que o movimento republicano teve outros planos e o menor deles foi acabar com a monarquia…..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>