Sim, Lula pode ganhar de Bolsonaro em 2018, LEIA antes de reclamar.

Para o triunfo do mal, basta que os bons não façam nada.
– Edmund Burke

Não estou sendo pessimista, tão pouco torço por Lula, mas estou sendo prudente e realista. Lula não é qualquer candidato, não é uma figura política facilmente machada, (para entender esse conceito leia, Lula o verdadeiro Príncipe de Maquiavel).

Lula concorre as eleições presidenciais desde 1989 onde disputou o Segundo Turno com Fernando Collor, obtendo 11 milhões de votos. Analisemos agora, em 1989 onde não existia internet ou até mesmo redes sociais, Lula já obtinha uma popularidade que atingia 11 milhões de brasileiros.

Em 1994, Lula havia aumentado seu eleitorado em mais de 50%, obtendo 17 milhões de votos, mesmo sendo derrotado por FHC, ele continua com campanhas pelo país e nas eleições de 1998, Lula já obtinha 21 milhões de votos, dessa vez acrescentando pouco mais que 23% com relação as eleições de 1994.

Em 2002, a eleição da “mudança”, Lula atinge a marca de 52 milhões de votos. José Serra fora humilhado com uma derrota em 25 Estados em um resultado de 61% de votos para Lula contra meros 38% para Serra. O PSDB perde até mesmo em São Paulo, reduto Tucano.

De 1998 até 2002, Lula simplesmente dobrou sua popularidade, que se manteve intacta até a sua última eleição em 2006.

A última disputa a presidência, em 2006, Lula novamente humilha os Tucanos, conseguindo 58 milhões de votos, obtendo a performance ganhadora de 60%, contra 40% de Geraldo Alckmin.

Lula que iniciou a carreira de ativista político em 1969, tem na bagagem nada menos do que 47 anos de experiência política até hoje. Enquanto isso, Jair Bolsonaro que inicia a carreira em 1988, só possui pouco mais de 25 anos, ganhando visibilidade apenas nos últimos 6 anos.

Apesar de hoje vivermos na Era da Informação, onde Redes Sociais apresentam um ótimo dinamismo para transmitir informações, isso não basta. Para se ganhar uma eleição presidencial, não menos que 50 milhões de pessoas precisam apoiar o candidato. Certamente não temos 50 milhões de pessoas conectadas a redes sociais, tão pouco conectadas a temática política.

Como Bolsonaro em apenas 4 anos pode conseguir essa quantidade de votos? Não sendo pessimista, somente um milagre. Em 2014 o país já estava insatisfeito com o governo do PT, e principalmente com Dilma, o resultado foi uma eleição apertada, mas ainda sim Dilma saiu ganhando com 51% dos votos, no primeiro Turno haviam 43 milhões de votos para ela, e no segundo um crescimento substancial para 54 milhões. Entendeu, porque digo que Bolsonaro precisa de pelo menos 50 milhões de votos? Pois é, não é uma tarefa fácil. Aécio, no Primeiro Turno, obteve 34 milhões e no segundo 50 milhões, mesmo Aécio tendo um crescimento percentual maior no segundo Turno, Dilma no primeiro já havia ganhado, tudo isso contando com uma imagem manchada do PT e dela própria.

Basicamente, Bolsonaro precisa ter a imagem levada nos 4 cantos do Brasil, e em especial ao Norte e principalmente o Nordeste, reduto eleitoral do PT nos últimos 12 anos. Bolsonaro precisa ser popular onde o PT ainda é popular, as camadas mais carentes da população brasileira. Essas pessoas estão longe ou bem afastadas de redes sociais e até mesmo da internet, usando-a apenas esporadicamente, nas áreas rurais e nas comunidades carentes nos centros urbanos a força da Esquerda predomina e esse vínculo precisa ser quebrado, aqueles que pouco estudo possuem e dispõem de pouca renda são muitas vezes usadas como massa de manobra para eleger os grandes políticos da Esquerda. Foi assim que Lula ganhou suas eleições, e é assim que Bolsonaro precisa agir. Não precisa prometer mundos e fundos, mas precisa se fazer presente, ser lembrado, ser respeitado, ser querido. Bolsonaro precisa expandir seus horizontes e precisa de muita ajuda, a nossa ajuda para isso.

Em 2014 presenciamos um ativismo crescente nas redes sociais que apontavam que Aécio ganharia, mas ao chegarmos o jogo havia virado, não estou falando de fraude nas eleições, mas sim da realidade, não basta ser popular na internet, é preciso ser popular dentro e fora dela. Assim é Lula, assim é o PT.

Bolsonaro apesar de estar conquistando espaço na mídia, ainda que seja com polêmicas ou difamações contra sua imagem, Bolsonaro precisa mais do que nunca do ativismo. ATIVISMO POLÍTICO, algo que a direita até hoje não sabe fazer (outra triste realidade que abordarei em outro artigo), Lula com seus mais de 40 anos de estrada, já está “pra lá” de acostumado a organizar ativismo, na verdade, toda esquerda gira em torno de ativismo político. O PT hoje é uma máquina ativista, enquanto Bolsonaro apensa possui fãs espalhados pelo Brasil. Os recentes movimentos “ativistas” oposicionistas, bem como o Movimento Brasil Livre (MBL), Vem Pra Rua, Revoltados ON LINE não são legítimos da direita, MBL e Vem Pra Rua tem suas posições bem definidas, liberais e neoliberais, não ajudando em nada os conservadores, que dirá candidatos conservadores. Apensa o Revoltados ONLINE apresentam uma pequena contribuição, mal elaborada, todavia é atualmente o “único” ativismo militante dentro e fora da internet.

Sobra para nós, os movimentos Monarquistas e o Movimento Endireita Brasil (MEB), dos quais tem pouca expressividade fora da internet, apesar de serem os melhores e mais centrados no conservadorismo político, ainda são desorganizados quando o assunto é militar fora do mundo virtual. A frente monarquista brasileira é diminuta e ainda inexpressiva, apesar de seu esporádico crescimento positivo nos últimos 5 anos. Os demais movimentos ditos conservadores, são menores ainda e praticamente desorganizados, confesso que há muita boa vontade da organização, porem pouco engajamento dos membros que dizem “aderir” a causa. A culpa não recai exclusivamente sob os organizadores, longe disso, aqueles que querem organizar movimentos políticos, são realmente agentes de mudança, mas a grande parcela da “direita” brasileira é preguiçosa, hoje vale mais obter curtidas e compartilhamentos do que engajamento cívico. É claro que é mais confortável usar seu smartphone para curtir e compartilha conteúdo nas redes sócias do que engajar-se em uma luta política real.

Se quisermos Bolsonaro ou outro conservador na presidência, é preciso sair do sofá. Lula não tinha tecnologia a seu favor, é um ex-operário metalúrgico, sem ensino médio, mas fora presidente 2x consecutivas e ainda ganhou diploma de Doutor (honoris). A esquerda não ganhou o poder apenas ficando em casa esperando milagres, eles se organizaram, conquistaram terreno, conquistaram corações e finalmente o governo.

Bolsonaro presidente, só será possível, SE e somente SE a direita levantar-se em busca de uma nova realidade, ou todos nós nos tornamos parte da mudança (assim como fez a esquerda), ou pode esquecer o sonho de um Brasil livre. Para Bolsonaro presidente, precisamos unir-nos e militar e não somente ficar nas redes sociais. Antes de encerrar, quero dizer que militância política, não é manifestação nas ruas, militância política é organização política. Criar e gerir grupos, ações, movimentos em uma determinada direção. É disso que o Brasil precisa, é disso que Bolsonaro precisa, e é isso que Lula e o PT sabem fazer muito bem.

Acordem.

Lula vs Bolsonaro_pq

33 thoughts on “Sim, Lula pode ganhar de Bolsonaro em 2018, LEIA antes de reclamar.

  1. Emison Souza

    Aaaaaahahahahahahahahaha… é pra rir mesmo!

  2. Rodrigo Carvalho

    Concordo com a premissa do artigo, que eu entendi como: não devamos confundir o mundo virtual com o mundo verdadeiro. Não sei se a direita é preguiçosa. Acho que ela esteja mais para ingênua e sem rumo. Há, entretanto, uma variável que o artigo sequer levou em conta: o impacto geral da situação econômica deteriorada e a dificuldade de o PT se descolar dela. O desemprego e o aumento da miséria será um poderoso cabo eleitoral a favor da oposição. O PT nunca teve que vencer eleições em tais condições econômicas. Em relação às diferenças entre liberais e conservadores, concordo que Bolsonaro não terá chances sem o apoio dos liberais, mas não creio que ele terá muitas dificuldades de defender as bandeiras principais deles que são sobretudo econômicas. Os nossos liberais não estão tão preocupados com o conservadorismo social, basta garantir a liberdade econômica e as liberdades fundamentais constitucionais (direito de ir e vir, habeas corpus, etc…).

    • Henrique Colli Peluso

      e dos potenciais candidatos à presidência, o Bolsonaro é o que mais defende a principal bandeira liberal: o encolhimento do Estado, e sua menor interferência no dia-a-dia das pessoas, mais até que Aécio (talvez só o pastor Everaldo fosse mais liberal, mas ele não ganharia nunca)

  3. Gesse Goncalves

    Concordo, mas lula nunca ganharia um debate com bolsonaro

    • Ele foge como todo esquerdista covarde.

    • Henrique Colli Peluso

      é só esperar o Bolsonaro destruir os outros candidatos nos debates ao vivo, que a popularidade dele sobe. Talvez não o suficiente para ganhar, já que Aécio destruiu Dilma, nos debates da TV, e perdeu…

  4. Gesse Goncalves

    O grande problema e a mídia que odeia o Bolsonaro

    • Aury Infogames

      É isso mesmo e justamente porque a internet se expandiu na maior parte do Brasil que estamos vendo a verdade sobre o Luladrão que rouba dos pobres para dar para os países comunistas

  5. Rafaela Moraes

    Apesar de ter mais votos, a imagem dele esta bem manchada, o PT já não é mais aquele ”simbolo de honestidade”. O lula pode ganhar ainda na conversa, na lábia. Porque tem gente que se deixa enganar facinho. E ainda tem a esquerda que vai cair matando em cima do Bolsonaro, chamando ele de tudo que se possa imaginar. Um sujeito que demorou 13 anos para chegar ao poder não vai querer largar dele tão fácil. Só tem uma chance dele não ganhar, que é morrendo.
    E uma curiosidade : eu moro em Santos, onde o PT ganhou eleições em 1988 e 1992.Fez um péssimo governo! Tenta voltar a prefeitura desde 1996 e não consegue. Até 2004 conseguia 49% dos votos em segundo turno. Em 2012 foi derrotado logo no primeiro turno, teve cerca de 17% dos votos. O PT não é tão imbativel como se acredita.

  6. boni

    Ha tempos que venho pensando nisso. Bolsonaro é um candidato nanico. Impossível nesse ritmo de hoje elegê lo até 2018. Há bandas de músicas mais populares que ele.

  7. Severo Severo

    Além do cacife real do lula, há o problema da enorme polarização do poder na mão da esquerda. Se o bolsonaro numa hipótese remotíssima ganhasse uma eleição raramente iria ter apoio pra governar, a não ser que…

  8. Arlindo SChumann

    Com esse povo besta não dá pra duvidar, mas eu vou plotar o meu carro e fazer campanha de graça pro Bolsonaro….

    • Jorge Gustavo

      Hahahahahah é um bolsominion mesmo. Faça isso. Vai ser ótimo ver seu carro sendo despedaçado por pessoas de bom senso. Bolsonaro jamais vencerá otários.

      • Laender Alves

        se são pessoas de bom senso como é que eles vão despedaçar o carro dos outros por causa de politica seu debil mental ?

  9. John Milton

    Uma coisa é triste e certa, hoje o Lula tem no minimo uns 20 milhões de votos certos. Muitas pessoas mal informadas acham que a culpa nesse momento da economia fraca é só da Dilma. Parte da população não associa o Lula e a esquerda aos atuais problemas, eles acham que apenas a Dilma é o problema. E esse artigo trata da realidade dos numeros, o Lula já está na politica a muutos anos e o Bolsonaro a menos tempo, e pra complicar ainda mais, 99% da midia, seja jornais, TV, radios, blogs são contra o Bolsonaro. Então, temos que começar a nos mexer agora se quisermos ver o Bolsonaro recebendo votos em 2018!

    • Aury Infogames

      Já somos muitos e estou a todo momento fazendo campanha pra ele, muitos já estão conhecendo ele e certamente vai ser o presidente do Brasil

  10. Bruno

    Eu tenho uma sugestão simples, dê ao brasileiro, em campanhas na TV e etc., o que eles querem: diga que punirá mais os bandidos, diga que dará mais poder a polícia, diga que aumentará os empregos. Pronto: todos os votos do PT acabam, já que, muitos que votam no PT, nem sabe que eles são de esquerda e defendem bandidos, pois, se soubesse, ficariam putos. O povão quer ver bandido se foder, a esquerda não entra nesse assunto em época de eleição pra não mostrar a cara pro povão burrinho, mas o Bolsonaro pode entrar nisso e dizer que: se depender dele, bandido vai se foder. E assim ele ganha muitos votos a mais. 🙂

  11. Marcelo Reis Freire

    Entendo seu raciocínio e concordo que devemos dar todo apoio possível ao Bolsomito desde já. São muitas calúnias e rótulos para desfazer além de toda mídia contra, fora a campanha.

    Mas, vejamos o lado positivo, as urnas nada confiáveis agora serão auditaveis pelo voto impresso, quase todos que apoiavam Lula, incluindo eu, hoje temos nojo. Lula é vaiado aonde quer que vá enquanto Bolsomito é ovacionado, Lula está desmoralizado e provavelmente será preso, Bolsomito cada vez mais admirado e idolatrado. Pelo menos essa realidade está bem evidente a meu ver.

  12. Damiani

    EM RESUMO: TEMOS QUE NOS ORGANIZAR E MOSTRAR AO BRASIL TODO AS NOSSAS POSIÇÕES E IDEIAS.

  13. Luiz Antonio Bezerra

    Considerando que há muita gente mesmo que prefere ficar acomodada, sem trabalhar ou estudar, só recebendo ajuda do governo, e que também não tem acesso à internet…

  14. Julius Fortes

    Será que eu estaria certo em afirmar que 50% da população não sabe diferenciar esquerda e direita ?

  15. Jeider Damm

    Exatamente o que penso a respeito desse assunto. Já disse isso em muitos lugares e muita gente se recusa a entender esse panorama. Isso sem falar no fato de que ainda tem outros candidatos medalhões do PSDB ou DEM que ainda certamente abocanham muitos votos. O problema pra mim é essa divisão. Isso vai contribuir de forma decisiva para a manutenção do PT no poder. Podem escrever isso. O brasileiro é muito vira-latas. Assim que começarem as campanhas de TV e a difamação contra o Bolsonaro começar pra valer (hoje isso ainda é fichinha, brincadeira de criança) o povão já vai contra. Lula é o mestre dos mestres da mentira e do engodo. Muita gente se esquece disso. O discurso populista e o poder de convencimento dele são fenomenais. Ele fala diretamente pra cabeça dos menos instruídos e dos seguidores fanáticos. Portanto não se iludam: a parada será duríssima!

  16. Alex Gabriel

    Galera, me desculpa. Eu sei que o artigo é favorável à candidatura e eleição do Bolsonaro, e nem de longe venho aqui para ofender ninguém, mas preciso tirar uma dúvida e, ao mesmo tempo, fazer um alerta: o que os leva a apoiar esse candidato? Ignorando aqui as questões de esquerda e direita, Bolsonaro é a favor da chamada higienização, gente. O artigo fala de “Brasil livre” e eu fico pensando em como é possível pensar em liberdades individuais com um candidato como Bolsonaro. Sério: a candidatura dele muito me assusta. Não por ele ser de direita, mas por ele ser quem é: um indivíduo preconceituoso ao extremo. Pensem bem.

    • Alemão

      Não há como desculpar! Você sabe que a esquerda é bem organizada. Se a direita não se unir em volta do candidato com maior apelo, vamos ver novamente um socialista terminando de destruir o pais. Tem muita gente afirmando coisas sobre o Bolsonaro sem ter alguma ver buscado ver como realmente pensa ele. Na verdade, seus preconceitos são públicos e ele não fica fazendo média como muitos por aí. Alem do mais ele defende o básico: Direitos iguais para todos: gays, negros, gays negros, velhos gordos negros gays ou seja lá o que for! Ele só acha que não deveria haver diferenciação, assim como, ao contrários do que os idiotas propagam , ele é bem a favor de punições pesadas para estupradores, ao contrários do Maria do Rosário gosta de propalar. A primeira coisa a fazer é desconfiar quando o vídeo que você assiste está todo editado. É um bom sinal de que manipularam algumas de suas afirmações. No mais, qual é sua opção viável? Vais de Aécio, o PT ligth? Ou vai de Marina no novo PT, o Rede?

  17. Higor lacerda

    Eu não sei se isso é proibido pelo código eleitoral. Mas e se nós começarmos a montar pequenos diretórios de campanha voluntários? E outra , já que as eleições ainda não começaram e a mídia ainda não começou com sua campanha difamatória (com intensidade), que tal se nós elaborarmos um panfleto com o título: “o que vc ouviu ou vai ouvir sobre Bolsonaro”, nele nós colocaríamos todas estas difamações e calúnias e logo na parte de baixo a verdade com os links dos sites, jornais e vídeos.

  18. Chris Joke

    e a fraude nas eleiçoes?????????

  19. Aury Infogames

    Assim como muitos, conheci o Bolsonaro pelo Facebook e me identifiquei com o pensamento dele, pois o Brasil está dominado pela bandidagem e políticos corruptos e ativistas loucos e que querem implantar o comunismo no país, mas o tempo deles estão acabando, está surgindo políticos que mudarão radicalmente o Brasil, pois precisa de uma dedetização geral, tem que acabar com os parasitas, vermes e sanguessugas de todas as esferas do poder, a extinção do PT começou

  20. Jorge Gustavo

    Rindo demais da burrice estampada nos comentários. Desistam bolsodiotas, bolsobosta jamais será presidente.

  21. andre ribeiro

    Os brasileiros que se opõe ao PT, estão vendo a árvore; mas não conseguem enxergar a floresta!…
    A direita brasileira, se resume a uma meia dúzia de pessoas que conhecem o significado do termo “Escola de Chicago”. Estas raras pessoas, sabem que até mesmo o regime militar (1964-85) adotou catastróficas políticas econômicas de esquerda.
    O abismo da ignorância em Banania Brazilis é profundo demais! Vejo criaturas com MBA, afirmarem que FHC, Aécio Neves e José Serra são de direita…
    80% dos brasileiros, que se dizem anti-PT, são fãs de Barack Hussein Obama (a.k.a. “Obamination”). Isto é um paradoxo tão grande, quanto um Cristão ser a favor do ISIS… 😉 Go figure…
    O pior de tudo, é terem transformado Hélio Bicudo (um ultra-comunista incurável) em símbolo da luta contra o PT!
    Infelizmente, o aparelho do Estado (inclusive o STF) esta nas garras desta escória; formada por ex-terroristas marxistas, políticos esquerdopatas ultra-corruptos, poderosos clepto-oligarcas e juízes prostituídos.
    Não é por acaso, que o Brasil se encontra neste estado caos absoluto.
    Cleide Ferreira

  22. Max Laurentino

    A gente poderia fazer hastags e envios de mensagens pedindo a programas policiais locais para entrevistarem o Bolsonaro. Seria uma grande oportunidade de um público mais popular de conhecer o mito. Cada estado tem um grupo de direita, esses grupos podem organizar essa campanha em seus respectivos estados

  23. joao wayne

    Os informados sabem que nao podemos votar no Lula a ponto de deixarmos eles transformarem o Brasil numa nova venezuela. mas realmente o risco dele se eleger é alto !
    Até um tempo atrás eu confesso que estava tranquilo quanto a isso, achando que em breve iriamos ver o chefe do maior esquema de corrupção sendo preso.
    mas agora estou começando a me preocupar de verdade . falta pouco mais de um ano e esse molusco está a solta ,pintando e bordando por ai e rindo de nós e da lava-jato.
    acho que é uma boa hora para preparar as malas ,pois estou vendo que vai dar merd* em 2018!

  24. joao wayne

    Sim ,é exatamente isso que estou observando. as pessoas menos informadas estão associando essa crise e toda essa recessão a Dilma e ficam dizendo que no tempo do lula era bom.
    será que ninguem acompanha a Lava-jato ? o que me deixa indignado e preocupado, nao é o fato do lula ter chances de ser reeleito. e sim o porque dele ainda estar solto a ponto de poder se candidatar !
    só sei que deixar um único partido se reeleger por mais de 3 mandatos nunca prestou em lugar nenhum do mundo,e está ai a resposta.
    o PT e toda corja deles tiveram tempo suficiente para se emparelhar e ter tudo e todos as seu favor. e agora para prender o lula fica nessa situação de vai…num vai..

  25. Lilian Castro

    Se for através de urnas eletrônicas é bem provável. Como bem sabemos eles ( PT) ganharam as eleições na base da fraude. Vamos para o voto no papel e veremos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>