APRENDENDO COM POPEYE: Alimentação Saudável

Acabei de vir do almoço com minha noiva. Chegamos no restaurante e fomos à ala self-service. Invariavelmente, em todos os restaurantes, os primeiros alimentos são porções de salada, legumes, vegetais, frutas, etc. Como sou muito carnívoro, já fui direto ao local das carnes e das misturas. Como uma sombra, percebi o olhar da minha noiva dizendo sem palavras (e depois com elas, rs): e a salada? Resultado: voltei e peguei uns simples tomates para complementar meu filé a parmigiana.

ENSINANDO A CRIANÇA A SE ALIMENTAR
O motivo de lhes contar isso agora é que quero enfatizar a vocês o quão importante é a instrução da alimentação saudável. Quando pequeno, infelizmente nunca fui forçado a comer estas coisas saudáveis (sim! infelizmente nunca fui forçado!). Tínhamos pouco delas em casa, e minha mãe também já não as comia muito. Mas o que marcou minha infância no quesito de alimentação saudável e os benefícios decorrentes dela, mesmo que pareça engraçado, sem dúvidas, foi o desenho do Popeye.

popeye

O ANTIGO SUPLEMENTO DE POPEYE
Um dos pontos máximos de todo episódio do Popeye é o momento em que ele precisa resolver uma situação delicada, envolvendo Olivia, Brutus e outros, e precisa de força física para tal. Rapidamente, Popeye saca do bolso uma lata de espinafre, engole todo o conteúdo e recebe uma transformação dentro de si, tornando-se totalmente forte e imbatível.

Popeye_Espinafre_2

isso é espinafre

EXAGERADO, MAS RECOMENDADO!
Sem dúvidas, é um exagero a forma como o desenho traz os benefícios ao Popeye após ingerir o espinafre. E isso realmente é intencional! A criança ela cresce com imaginação fértil e pensa e sonha todas as coisas impossíveis como fáceis, possíveis e acessíveis. É nesta sintonia que elas são impactadas! Isso chama a atenção das crianças e as inspira curiosamente a procurar o mesmo!

popeye-tartakovsky-release-date

OBRIGAÇÃO COM INFERÊNCIAS MOTIVACIONAIS
Podemos nos utilizar do desenho do Popeye, sendo entretenimento instrutivo, e obrigar, passivamente, nossos filhos à alimentação saudável. Quero dizer com isso, que eles sem dúvidas, buscarão imitar Popeye neste sentido (não com o mesmo propósito talvez – de espancar outros, rs). O mais importante de tudo é que essas obrigações passivas sempre traz motivações anexadas. Precisamos ensinar as coisas saudáveis e corretas sempre mostrando e revelando os benefícios posteriores. Nunca devemos ensiná-los, como ditadores, a fazer as coisas por fazer, pelo simples ato de obedecer uma ordem. Eles devem saber que aquilo é uma ordem, e uma ordem para o próprio bem deles.

SIMPLES E INFANTIL, MAS MARCANTE.
Novamente quero enfatizar que Popeye não é o melhor meio de instruir homens, mulheres e crianças. Mas, com certeza, foi e tem sido um dos meios para isso. Quantos de nós não ficamos marcados com algumas coisas, especialmente esta parte da alimentação?
Se desgostamos do exemplo e do desenho, achemos, então, meios melhores e cada vez melhores para ensinar estas coisas, a nós mesmos e aos que nos cercam, especialmente nossa família!

texto de Caique Büll – página Sociedade Varonil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>