VÁ PRA RUA, MAS SAIBA COMO IR!

Olá, achei oportuno o texto para o momento que vivemos no Brasil.

Muitos cristãos entendem que não devem participar dos protestos.

Este texto traz excelentes esclarecimentos fundamentados exclusivamente na Bíblia sobre a importância da participação dos cristãos no protesto de 13.03.2016

Boa leitura! 😉  ➡ 


 

– Preparando o coração para a Manifestação Pró-Impeachment deste domingo, dia 13/03/2016.

Mesmo que talvez um dos assuntos atuais menos compreendido de forma bíblica e madura, a Política tem sido o tema de várias reportagens na televisão e postagens na rede virtual, como também nos púlpitos de igrejas católicas e evangélicas. Há um crescimento surpreendente de pessoas se envolvendo, direta ou indiretamente, publica ou privadamente, madura ou imaturamente, no âmbito político da nossa nação.

Nos últimos dias, muito tem-se preocupado sobre as manifestações. Os antigovernistas, ou melhor, antipetistas, tem aumentado a convocação de pessoas para participarem das manifestações pró-impeachment, inclusive pastores e teólogos nacionais. Isto é excelente! Damos graças a Deus por isso! Porém, não temos encontrado em algumas dessas convocações de “Ide à Manifestação” preocupações, direcionamentos e conselhos práticos de “como ir à Manifestação“. O ponto é o seguinte: estamos preocupados em “ir à Manifestação” [o que é essencialmente bom!], mas não estamos preocupados em como o nosso coração tem-se manifestado em relação a essas coisas. Remetendo ao título do artigo, precisamos meditar não apenas sobre a necessidade de participarmos dessas manifestações, mas também sobre a forma como nos manifestamos, especialmente em nosso coração, em nosso interior.

Principalmente em nosso meio reformado, o assunto político tem-se avolumado nos últimos anos. Isso tem acontecido graças à pastores, como disse acima, que tem buscado nas Escrituras uma resposta ao problema nacional. Alguns destaques são: Franklin Ferreira, Renato Vargens, Geremias do Couto, entre tantos outros. Obras e artigos tem sido publicados; palestras tem sido conferidas; pregações e estudos; até mesmo entrevistas. É notável a preparação que estes homens tem buscado a fim de permanecerem de pé frente às oposições de um governo anticristão, antidemocracia, anti, anti, anti.. É notável também percebermos que o rol de pessoas à volta destes homens também são pessoas preparadas e interessadas na boa promoção destes valores e conduta.

Infelizmente, é notável também que alguns irmãos não tem tido alguma clareza na forma como se proceder praticamente diante de expressões públicas em relação a esse protesto, como, no caso do artigo, as Manifestações Pró-Impeachment. No Facebook, por exemplo, onde ‘todo mundo é rei e é autoridade em todo assunto’, vemos algumas pessoas, especialmente jovens, aderindo às proclamações da Escritura em relação ao assunto, especialmente por um contato, que é especialmente virtual, com estes irmãos pastores. Quantos destes estão indo às manifestações sem nenhuma preparação ou análise especial! Quantos destes vão às manifestações porque hoje é “moda”, ou porque ainda é “reformado“. Estes, certamente, tem ido às manifestações democráticas, mas não tem aprendido das Escrituras o “como ir”, agindo com erro por ignorância e ainda alguns por propositada infâmia!

Abaixo, desejo ser bem prático e bíblico ao pontuar nove princípios da Escritura Sagrada quanto à disposição que o nosso coração deve assumir frente aos conflitos políticos e sociais que nos sobrevêm, desde disposições pessoais do coração até disposições comunitárias: [não deixe de meditar nos textos bíblicos]

1) Examine se você tem orado sobre o assunto. Seja constante em oração pelas autoridades, pois é bom que vivamos uma vida tranquila e honesta. Intercessão. (Jeremias 29.7; I Timóteo 2.1-3)

2) Examine se você não tem se preocupado mais por uma transformação social pela política do que por uma transformação pelo Evangelho. Não é errado apelar aos meios legais do país em prol em justiça. Paulo se utilizou disso (Atos 16:37; 25:12). Porém, não busque redenção/justiça por meio de ideologias políticas (Isaías 33.22). Centralidade do Evangelho. (Romanos 1.16-17)

3) Não julgue-se superior aos demais irmãos por ir à manifestação. A ida à manifestação não deve ser crivo para crentes disputarem explícita ou implicitamente que são mais intelectuais ou mais espirituais que outros. Simples como a pomba. (Mateus 10.16; Romanos 12.3-16)

4) Analise se você tem lutado mais contra as ideologias ou contra as personalidades. No momento estamos lutando por justiça contra a atual presidente da República e seus comparsas. Porém, também existem outros corruptos em outros partidos, que estão juntos contra a religião petista, e que eles também precisam de averiguação e investigação. Verifique suas reais intenções nesta brigada política e compare com os legítimas intenções de uma cosmovisão cristã robusta. Sobriedade e Discernimento. (Provérbios 2.2b)

5) Certifique-se de haver ensinado sua comunidade ou família sobre a necessidade de mobilização quanto ao problema nacional antes de convocá-los à manifestação. Os que te rodeiam precisam de informação concreta e teologia robusta para agirem corretamente. Converse amorosamente com alguns que discordam das manifestações, e até mesmo com aqueles que tem opiniões políticas contrárias dentro da família ou da comunidade da fé. Longanimidade no ensino. (I Timóteo 4.13)

6) Se você for acompanhado de amigos e família, fique atento ao derredor, especialmente em metrópoles, onde o fluxo é bastante e grupos pró-governo podem estar infiltrados procuram macular a Manifestação, especialmente com violência e vandalismo.
Se for o caso, procure as autoridades mais próximas e procure ser sábio ao notar essas pessoas e se afastar delas. Astuto como a serpente. (Mateus 10.16)

7) Jogue lixo no lixo. Se possível, mobilize os que contigo estão a estarem atentos quanto a isso, mesmo que sejam lixos de outros. Mordomia da criação e Ética. (Gênesis 2.15)

8) Utilize-se cartazes inteligentes e saudáveis. Abuse da sagacidade perspicaz, da ironia (lembre-se da ironia inteligente de Elias em I Reis 18.27, quando diz que Baal não responde os seus porque poderia estar ‘dormindo’ ou ‘de viagem’, ou então quando os profetas zombavam dos deuses de madeira – Salmo 115)  e de argumentações sólidas. Inteligência. (Daniel 1.17a)

9) Não se esqueça de descansar o coração e priorizar o culto público de adoração a Deus em torno das Escrituras Sagradas. Adoração e Devoção zelosa ao único Senhor, de tudo e todos.  (Jeremias 48.10)

Que o Senhor atente para as orações e clamores do seu povo (II Crônicas 7.14).
Que o Senhor faça resplandecer o Seu rosto sobre a nossa nação. (Salmo 80).
Que o Senhor faça justiça contra os usurpadores do Seu Poder (Romanos 1-2).
Que o Senhor seja a nossa segurança e satisfação, mesmo que as coisas não procedam bem (Habacuque 3.17-19).

 – Caique Büll.

Retirado deste site: aqui


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>