Diálogo hilário entre pai “opressor” e filho esquerdista (petista)

Certo dia, o pai chega em casa vestindo uma camisa nova do PT e entra no quarto do seu filho esquerdista. Ele beija o retrato do Che Guevara na parede e seu filho, espantado com a cena, lhe pergunta:

– O que é isso, pai? Ficou maluco? Logo você que é o maior “coxinha” “reaça” que conheço vestindo a camisa do PT?

– Que nada, filho! – o pai responde. – Agora sou petista! Conversamos tanto sobre o PT que você me convenceu. PT! PT! VIVA O PT! – grita o velho.

Seu filho, membro do DCE da universidade, onde está há oito anos fazendo um curso de quatro anos, e fiel colaborador da JPT, não se aguenta de tanta alegria.

– Senta aí, companheiro! Vamos conversar! O que te levou a essa decisão?

O pai se senta próximo ao filho e diz:

– Então, filho, cansei de discutir contigo e passei a te dar razão. Por falar nisso, lembra-se do Luís? Aquele que pegou R$2.000,00 emprestados com você para dar entrada em uma moto?

– Lembro sim. O que tem ele?

– Pois é. Liguei para ele e perdoei a dívida. E ainda fiz mais! Falei que não precisa se preocupar com as prestações da moto, pois vou usar 80% da sua mesada para pagar o financiamento.

– Qual é, pai? Ficou louco? Pirou?

– Filho, lembre de que agora somos petistas. Perdoar dívidas e financiar o que não é nosso com dinheiro que também não é nosso é a nossa especialidade. Temos que dar o exemplo. E digo mais: passei 49% do seu carro para a sua irmã. Vendi para ela quase a metade do seu carro. Dessa forma você continua majoritário, mas só poderá usá-lo em 51% do tempo. Não é sensacional?

– Mas, pai, o carro é meu! Não podia fazer isso! Não pode sair vendendo o que não é seu!

– Posso sim. Nossa presidentA fez isso com a Petrobrás e você foi o primeiro a apoiar. Só estamos seguindo o exemplo dela.

O garoto, incrédulo e desolado, entra em desespero. Mas o pai prossegue:

– Outra coisa: doei seu computador, seu notebook e seu tablet para os meninos carentes do morro. Agora eles vão poder se conectar.

– Pai, que sacanagem é essa?

– Sacanagem? Não é sacanagem, filho. Nós, petistas, defendemos a doação do que não é nosso, lembra? Doamos aviões, helicópteros, tanques… O que é um computador, um tablet e um notebook diante de tudo isso?

Prestes a entrar em colapso, o garoto recebe do pai a última notícia:

– Filho, lembra-se daquele assaltante que te ameaçou de morte, te espancou e roubou teu celular? Então, estou indo agora mesmo retirar a queixa e ir para a porta da penitenciária exigir a soltura dele, afirmando que ele é inocente.

O garoto, assustado, retruca a gaguejos:

– Pai… pelo amor de Deus… Não faça isso… o cara é… o cara é um bandido. É perigoso!

– Perigoso nada! É uma vítima da sociedade. Nós pregamos direitos humanos, não é? Dá até orgulho ser petista.

– Mas, pai, o cara me espancou e me roubou!

– Alto lá! Não há provas disso. Isso é estado de exceção. O rapaz é inocente. Fizemos a mesma coisa com os companheiros acusados no mensalão.

– Mas ele estava armado quando a polícia chegou!

– E daí? Quem prova que a arma era dele? A revista Veja? Isso é coisa de reaça, filho!

– Pai, você ficou doido?

Então o pai finaliza e aumenta o tom:

– Doido?! Na hora de defender os bandidos que roubaram a nação você é petista, mas se roubarem você, você deixa de ser. Na hora de doar, perdoar dívidas e fazer financiamentos com o que é dos outros, você é petista, mas se fizer o mesmo com você, você deixa de ser. Na hora de dilapidar o patrimônio nacional, vendendo o que temos de mais precioso e que não pertence ao PT e sim ao povo, você é petista, mas se vender metade do que é seu, você deixa de ser!

Dito isso, o velho tirou o cinto de couro grosso e mandou-lhe as cinturadas.

– TO-MA IS-SO SEU CRE-TI-NO! PRA APRENDER A SER HOMEM E ASSUMIR SUAS IDÉIAS! VAGABUNDO ORDINÁRIO! SALAFRÁRIO! PEGA AS SUAS COISAS E SUMA DAQUI!

O garoto, chorando, perguntou:

– Mas para onde eu vou?

– FODA-SE! Agora você é um sem-teto, entra no MST e rouba a propriedade dos outros, seu moleque cagão! Você não os defende? Se contente em comer pão com mortadela em troca de protestos para o governo. E comece a se consultar com médico cubano, porque eu cancelei seu plano de saúde!

Passado dois dias, o moleque apareceu na porta da casa de seu pai. Não era mais petista e se desligou do DCE e do JPT. Sequer chamava seu pai de “reaça”. Ele foi curado! O milagre da educação aconteceu. Em suma, o mal do petista é falta de cinturada no lombo.

3 thoughts on “Diálogo hilário entre pai “opressor” e filho esquerdista (petista)

  1. Raphael Giovanni

    Excelente matéria ! 😉

  2. Adriana Silva

    Maravilhoso!!!

  3. Denise

    Se esse texto é verdadeiro, parabéns a esse pai, pois estou passando por uma situação semelhante com minha filha de 16 anos, estou me incomodando muito, mas na hora que ela se levanta em defesa desses oportunistas não consigo colocar esses argumento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>