Feminista condenada por falsa acusação de abuso

Texto da minha amiga Thais G. Azevedo. Conheçam a página dela, CLIQUE AQUI

O texto foi escrito com base nessa reportagem – CLOQUE AQUI

Segue o texto:

Uma fanfic feminista, um feministo prejudicado, uma ação de calúnia, uma condenação.

Em 2015, Sofia Costa fez uma postagem no facebook onde falava ter sido assediada sexualmente por um integrante de uma banda baiana, Fael Primeiro. Esse texto foi repercutido e acabou fazendo com que a página da banda fosse excluída e a banda desfeita.

Fael Primeiro, o feministo arrependido, fez uma outra publicação dizendo: “As redes sociais servem pra unir pessoas distantes, divulgar nosso trabalho e propagar causas importantes como a das mulheres que, numa sociedade machista, repressora, castradora e feminicida, merecem garantir os seus direitos, sua integridade, a autonomia do corpo e as oportunidades que o mundo restringe a elas. Mas as redes sociais, esse jogo sem limites, infelizmente também estão à disposição de quem, muitas vezes, usa da intenção pessoal para desconfigurar uma realidade, prejudicando muita gente. Dessa vez aconteceu comigo. Minha família e meu trabalho também não foram poupados. Felizmente as verdades virtuais não são a vida real. Felizmente um texto, uma intenção e uma dúzia calúnias não são suficientes para mudar os fatos. Felizmente a minha consciência e a lei estão aí pra operar no mundo real”,

Nós sabemos pra que serve e como funciona o feminismo. Confesso que achei irônico alguém que defende o movimento usar de medidas judiciais cabíveis, já que para elxs, “homens que são acusados injustamente de estupro podem, às vezes, aprender com essa experiência” (Catherine Comins). Ele decidiu, então, acionar a justiça e qual foi a surpresa? Ela apagou tanto o texto quanto um vídeo que fez, tentou uma audiência de tentativa de reconciliação, mas o feministo arrependido decidiu levar tudo até a última instância.

Ela reconheceu seu erro, mas ainda cumprirá uma pena alternativa (serviços de 7 horas por semana durante 3 meses). Para mim, sua pena não significa nada diante de um mal que ela poderia ter causado. Um homem inocente poderia ter sido preso por causa de um texto feito por ela no facebook.

Espero que as manas aprendam a lição. Falou? Prove! Caso contrário, virou uma criminosa!

Beijos opressores!

2 thoughts on “Feminista condenada por falsa acusação de abuso

  1. Emi

    Esta louca buscou uma forma de escrever sua mentira sem ser punida, tentando passar o texto como fanfic, mas nem de longe isso era uma fanfic, mas um falso relato de abuso. O problema é que a nossas leis são brandas. Se as pessoas fossem realmente punidas por descumprirem as leis nos textos que escrevem na net, sejam fanfics ou artigos, nas foto montagens e vídeos que fazem, não haveria tanta gente aprontando. Sou contra a censura da internet, mas é necessário que a punição aconteça em todos os casos e não alguns.

  2. sustenido

    Lembrou desse caso, porém é pior já que diferente do Fael, Welligton não é rico, nem feministo, e por isso perdeu tudo sem chances de retorno.

    https://uploads.disquscdn.com/images/dd89feac352a04db8dcc54756c12b309cdadf8b6635110e7364ec5089ffabdc1.jpg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>