Taxistas, melhorem seu serviço e param de Mimimi.

Minha amiga, Marcella Caruccio, pontuou algo sobre a briga dos taxistas com o pessoal da UBER. 

Taxistas estão revoltados, alegando que estão com pouco serviço, por culpa dos motoristas da UBER.
Queridos taxistas, vamos rever algumas coisinhas?
1. Quem está sujando a classe, e fazendo com que as pessoas tenham medo de usar o serviço de vocês, são os próprios taxistas.
2. São poucos os profissionais de táxi que cuidam do carro como ferramenta de trabalho. Cansei de pegar táxi fedendo a cigarro, inclusive, fui fazer uma entrevista a um tempo atrás e cheguei fedendo no local, graças ao taxista, que não largou o cigarro durante a corrida. Sem contar a função do ar condicionado. Nem preciso comentar, né?!
3. Existe uma coisa chamada LIVRE MERCADO, vocês sabiam? Pois é, neste mundo com liberdade, podemos ter um leque de opções! Se seguirmos a linha de pensamento de vocês, teremos somente uma rede se supermercados, uma única rede de clínicas, uma única rede de loja têxtil, e assim por diante.
4. Não gostam do valor da tarifa da UBER? Simples, não use o serviço por eles prestado. Eu tenho amor pelo meu dinheiro, e se posso ter um serviço melhor e mais barato, obviamente que usarei.
Suspendam todas as promoções dos supermercados, acabem com os preços promocionais de cinema… Que tal? É a mesma coisa! Se estiver mais barato obviamente “chamará” mais clientes que o normal!
5. Concorrência? Vocês sabem o que é isso?
6. Que tal sair da zona de conforto e melhorar o serviço? Investir no trabalho de vocês?
Queridos profissionais, parem de querer mandar na liberdade de escolha da população. Esse “mimimi” já está extremamente chato, vocês parecem criança mimada fazendo escândalo no supermercado, por causa de um pacote de bolacha!
Obrigada, de nada!

3 thoughts on “Taxistas, melhorem seu serviço e param de Mimimi.

  1. Paulo Henrique

    Os piores argumentos reunidos aqui, esses raciocinios generaliza, e rotula toda a categoria, que tambem inclui os motoristas das clandestinas. O pior foi a comparação com os mercados. Os mercados são de donos diferentes e não deixam de ser mercados e nem concorrentes, o mesmo raciocinio vale para os taxistas. A unica diferença (gritante por sinal) é a legalidade das partes. Curto muito vcs, mas nesse ponto cagaram no teclado. Como podem gritar contra a corrupção defendendo o ilegal e inconstitucional? Como podem apontar o dedo pra esquerda corrupta, se neste momento estão a defendendo? Sem hipocrísia, ok?

  2. Você é aquele passageiro que diz ter sido mal atendido por um taxista, mas também poderia ter passado pelo carro daquele motorista uber que saiu matando os passageiros. Ou o que foi preso recentemente transportando drogas. Poderia estar no carro de um daqueles que assediavam as passageiras, ou que largaram o passageiro no meio da rua por causa de blitz. Ou entre várias outras ocorrências, ter sido vítima do golpe da tarifa dinâmica.

    E como profissão regulamentada, se não gostou do serviço de taxista, o seu dever como cidadão seria, no mínimo, fazer a reclamação nos órgãos competentes. Isso ajudaria em uma melhor conscientização do profissional ou mesmo cassando o alvará, em último caso.

    Qual foi sua última reclamação em um canal oficial além de postar MIMIMI na internet?

    • Daniel Fernando

      É você como taxista não vai querer perder a mamata não é abiguinho, vai querer quer usar o alvará do avô, e alugar para o vizinho e para outro colega e fazer o carro rodar 24 horas por dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>