O DIA EM QUE LULA TENTOU ESTUPRAR O “MENINO DO MEP”

Em política, brasileiro tem memória curta. Ainda não se sabe se por desvio de caráter ou déficit civilizatório, fato é: algumas coisas devem ser lembradas…
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o “santo” da esquerda brasileira, também já teve seus dias de farra, “machismo” e “opressão”.
Que Lula é um tipo peculiar de cidadão brasileiro não é novidade pra ninguém, mas como eu disse, algumas coisas devem ser lembradas, principalmente se o intuito for esfregar na cara da esquerda a sua insensatez, cinismo e falta de caráter (não que eles se incomodem com isso).

Já que estupro é pauta, quem não se lembra do relato de Cesar Benjamin, cientista político, jornalista e um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores; que em 2009 em sua coluna na Folha de São Paulo, descreveu o episódio relatado pelo próprio Lula, dizendo que quando esteve preso no regime militar tentou violentar um companheiro de cela?

Eis um trecho da matéria:
trecho
(matéria completa)

À época, a esquerda reagiu. Amigos de Lula e outros companheiros (inclusive de cela à época dos fatos) saíram em defesa do ex-presidente. A oposição fez sua parte, até encontraram a suposta vítima do atentado, o tal “menino do MEP“.

Teve repercussão de todo tipo, houve até quem fez piada:

lulacatra
(matéria da imagem)

Repercussões, proveitos e piadas a parte, a verdade é que não se sabe ao certo se o fato é verídico ou não.

Verificando as várias defesas feitas ao ex-presidente e confesso comedor de cabritas, me chamou atenção o argumento do cineasta Silvio Tendler que na época disse

“Aquilo foi uma brincadeira, uma piada que ele tenta transformar em drama”.
(matéria aqui)

Me chamou atenção esse argumento, porque tempos atrás Alexandre Frota fora acusado de estupro, ao narrar uma história em TV aberta, na qual, foi acusado de ter “estuprado” uma mulher. Após repercussão, o ator disse que tudo não passou de piada, mas a esquerda não perdoou…

Fica a indagação: estupro pode ser objeto de piada? Se sim, Lula, Frota e qualquer outro estão absolvidos por banalizar algo desse tipo. Se não, então tanto Lula, quanto Frota devem ser punidos. Ou será que a punição e indignação só valem àqueles que não são benquistos pela patrulha da esquerda?

Dito isso encerro dizendo que o “vale tudo” da esquerda para proteger a ideologia, os ídolos, símbolos etc., são demonstrativos de uma moral vazia, hipócrita, chula e que não merece a mínima credibilidade, e o mesmo veredicto se aplica às suas pautas e reivindicações, como agora vem a lume essa tal “preocupação com a cultura do estupro” balela! A finalidade é outra, pois se estivessem de fato preocupados com a causa, começariam de dentro abolindo sua idolatria por Mao Tse Tung, Che Guevara e tutti quanti, sujeitos cuja biografia passa longe do exemplo de respeito aos direitos humanos, sobretudo a dignidade das mulheres.

Quanto a suposta tentativa de estupro do Lula, o que é uma tentativa a um companheiro de cela perto de um estupro consumado a 200 milhões de brasileiros, não é mesmo?

Esquerda brasileira: piada sim ou claro?

3 thoughts on “O DIA EM QUE LULA TENTOU ESTUPRAR O “MENINO DO MEP”

  1. Deoclecio Albuquerque Fortes B

    FFAA: Desarmadas Pela Atual Constituição Bolivariana De 1988

    A atual Constituição brasileira fora promulgada em 1988 por um Congresso de políticos côncavos e convexos Fabianos. Ulisses Guimarães chamava a constituição de 1988 de “Presidencialismo de Coalizão”: FHC, Sarney, Collor, Temer, Ulisses, Don Lulla Ratão. Todos os poderes de decisão concentrados em políticos do PMDB, PSDB, PCdoB, PCB, PT…

    Todos os políticos provenientes da conjuração “revolucionária” que substituiu os governos militares de Castelo Branco a Figueiredo, tendo por principais lideranças FHC Fabiano e Don Lulla Ratão stalinista/leninista: liderança saída do serpentário socialista do ABC, o torneiro mecânico Nove Dedos se transformou, via imprensa e os “zintelectual” universitários, o “salvador da Pátria” Brasil.

    As esquerdas brasileiras devem aos militares aos quais substituíram uma tolerância de mãe pra filho único: tolerância inexplicável ao gramscismo que substituiu o leninismo revolucionário das esquerdas às quais deram (OS MILITARES DAS FFAA) de bandeja aos FHCs e Lullas, o poder político atual que ameaça, das cavernas côncava e convexa de Brasília, a votação e promulgação da República Socialista do Brasil:

    “Nós, representantes do PARTIDO, reunidos em Assembléia Nacional Constituinte Soberana para instituir um Estado Totalitário Socialista, destinado a assegurar o exercício dos direitos estatais e a liberdade estatal como valores supremos de uma sociedade socialista, fundada na harmonia partidária, na ordem interna e internacional, com a solução arbitrária das controvérsias, promulgamos, sob a proteção de Karl Marx, a seguinte CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA BOLIVARIANA DO BRASIL”.

    Este parágrafo aí em cima é o prólogo da Constituição socialista. O Art. 5º da Constituição socialista reza segundo a Bíblia marxista “O Capital”: — “TODO PODER SERÁ CONCENTRADO EM MÃOS DO ESTADO”. — Os “zintelectual” brasileiros precisam sair do útero podre do marxismo cultural que faz com que tenham em mente transformar o Brasil num país de transformistas aculturados (socializados) ao conhecimento único e suficiente para eles do Analfabetismo socialista.

    A atual juventude brasileira pertence a um país alfabetizado, educado, hipnotizado, glamurizado (fascinado, magnetizado) por uma música popular de baixo nível, por programas de TV tipo “Big-Brother” por redes de comunicação e informação midiáticas e universitárias que ainda acreditam em informações provenientes do marxismo cultural disseminado em todas as instâncias da realidade nacional por agentes do comunismo internacional nas décadas “revolucionárias” do sexo, drogas e rock and roll: 1960/1970.

    Um país com esse tipo de educação não pode crescer em ordem e progresso. A mais atuante e influente universidade brasileira é a telinha da TV globo. Ela é quem determina o padrão comportamental da sociedade brasileira. Ela: suas atrizes e atores, seus programas de horrores tipo novelas e informativos que desinformam toda uma sociedade extremamente carente de saber tudo que, realmente, está a acontecer com ela.

    Não se pode confiar na política e tribunais de justiça de um país gerido pela ignorância formal de um Analfabeto elevado pelos “zintelectual” brasileiros (jornalistas e professores do ensino fundamental, médio e universitário) à condição de “salvador da pátria”. O “salvador da Pátria” da novela homônima se transformou no líder máximo da comunidade dos “zintelectual” da marginalizada e decadente sociedade brasileira.

    Se as FFAA foram mumificadas COMO NUNCA SE VIU ANTES NESTE PAÍS pelos artigos da Constituição bolivariana de 1988, imaginem como ficarão ainda mais reduzidas e amancebadas pelo socialismo cultural se a Constituição da República Socialista do Brasil for votada e promulgada!!!

  2. Deoclecio Albuquerque Fortes B

    VOCÊ NÃO VÊ??? O PT É UMA ORGANIZAÇÃO TERRORISTA!!! (O “Showman” Do ABC)

    Don Lulla Ratão é leninista, trotskista, stalinista, gramscista, meta-marxista, conversa fiadista, corruPTista, politicamente correto, terrorista verbal, discursista, demagogista, Chico malandrista, Frei betista, palanquista, zelitista… Deus do céu, elle são muitas coisas juntas e misturadas. Mas ninguém nunca poderá dizer que ele é “zonesto”.

    A sociedade brasileira sob a influência do supercafona Nove Dedos tornou-se uma platéia animada pela tagarelice pinguça do show-man Analfabeto do ABC: os atuais discursos ridículos, burlescos, patéticos, kitsch, tragicômicos provocam em seus ouvintes a generalizada impressão de que o país ainda vive os tempos em que Don Lulla Ratão ainda era metalúrgico porta de fábrica no ABC.

    A prática de usar os pobres, os miseráveis e analfabetos como se fossem alvo de intenções políticas, anima “multidões” de meia-dúzia de pessoas pagas com dinheiro público para ouvir promessas de campanha. A instigação de paixões que elle não mais excita, ainda insiste no apelo a emoções e sentimentos que todos sabem meramente discursivos. Não dá para aparentar honestidade: as segundas intenções se sobrepõem à infecção de falação astuciosa.

    Don Lulla Ratão não vê que não está mais no ABC. Não percebe que está sendo usado e abusado por sua própria ilusão de que continua sendo o político “salvador da pátria” quando não passa de um reles “show-man” do Maior Espetáculo De Corrupção Institucional Da Terra. Não apenas do Brasil, do mundo globalizado pela mídia.

    As hostes e milícias para as quais se dirige são as responsáveis pelo vandalismo social mais pé rapado da História do Brasil: os bandos e a chusma do exército Brancaleone do qual é generalíssimo, é responsável por 60 mil assassinatos por ano no Brasil. A atual juventude brasileira, politizada pelo marxismo cultural, lembra a população amorfa sob a hipnose coletiva das falas de palanque de Adolfo Hitler.

    Politizadas pela demagogia sociopata do líder metalúrgico Analfabeto, a multidão de meia dúzia de fanáticos que persiste em aplaudi-lo vê e despreza a megalomania de seus discursos de super Narciso a se comparar a Jesus Cristo. Não há sabedoria, sinceridade nem honestidade em suas intenções discursivas. Não há no Brasil uma única “Velhinha de Taubaté” que acredite numa única vírgula de seus delírios de palanque.

    Seu séquito de beatas brancaleones pode ser identificado por multidões de meia dúzia de cafetinas côncavas e convexas citadas nos processos por corrupção da LAVA JATO. Os “zintelectual” da imprensa e cátedras do ensino “superior” não têm condição mínima de defesa diante das centenas de evidências de sua participação e liderança nos esquemas de corrupção: mensalão, petrolão, BNDES, triplex, sítios, lavagem de dinheiro…

    Mas Don Lulla Ratão continua surfando na onda tsunami da corrupção do crime organizado do colarinho branco com sede na Praça dos Três Poderes. Até quando??? INTERVENÇÃO CÍVICO MILITAR OU SUBMISSÃO TIPO “DEIXA ESTAR”!!!

  3. Deoclecio Albuquerque Fortes B

    Se Você Acredita Nesse Congresso, Você Crê Também Em Cabaço De Puta!!! (“Se Vis Pacem, Para Bellum”)

    Os ratos côncavos e convexos do Congresso estão roendo com famigerada disposição a bandeira brasileira que já está só os pedaços. A bandeira verde, azul e amarela está que é só buracos. Enquanto modistas e costureiras cabeças feitas pelo marxismo cultural, confeccionam com vermelhos panos, a bandeira da foice e martelo dos socialistas de todas as denominações: fabianos, stalinistas, trotskistas, leninistas e toda espécie de corruPTos associados à cultura marxista dos “salvadores da pátria”.

    Que dificuldade há para os ratos pra lamentares subirem nos palanques e vomitarem discursos de animação barata e fácil??? Demagogia de convencimento do rebanho de miseráveis analfabetos que têm nos períodos eleitorais a oportunidade de frequentar as creches para crianças de todas as idades que se amontoam diante do tablado tagarela para ser presa fácil de mentiras e promessas da demagogia esquerdopata!!!

    O populismo discursivo pra lamentar dedicado à corrupção côncava e convexa das câmaras federais, estaduais e municipais (vereadores, deputados, senadores, governadores) habitantes do Povo da Conversa Fiada que aplaude os discursos dos piratas da enganação. Mas, que pode fazer o Povo??? Isto é democracia.

    Esses doentes mentais infestados pelo vírus do poder pelo poder discursam exclusivamente para os próprios umbigos de narcisos. Esses políticos são metáforas da personagem Iago, perverso vilão da peça de Shakespeare “Otelo”. Otelo é levado pelas mentiras e enganações de Iago a matar Desdêmona, sua esposa, convencido por evidências forjadas de que ela o estava traindo.

    Esses políticos perversos, dedicados à plena corrupção dos mandatos, são como Iagos que traem o Povo eleitor como se este fosse uma Desdêmona inocente do crime de traição. O “Povo Desdêmona” não trai os políticos em quem votou. Mas é assassinado pelo político “Otelo” que também é o Iago traidor.

    Esses políticos queiram ou não, carregam a mala pesada da inconsciência culpada, sempre algemados à percepção de uma corrupção dos sentidos que faz deles genocidas por convicção ideológica. Iago, nesse contexto, é o marxista chegado ao gramscismo mais degenerado que faz da caixa côncava e convexa do Congresso, a Caixa de Pandora de todas as desgraças que se abatem sobre o Povo brasileiro.

    O “Povo Desdêmona” que se habituou à subserviência bovina do rebanho humano como se fosse rebanho de gado. O “Povo Desdêmona” que vendeu o futuro dos filhos e filhas por trinta dinheiros trocados, tipo o premiado programa Bolsa-Família. O Povo Otário que se permite matar o presente e o futuro de suas famílias em troca da discursiva e demagógica subserviência à educação destinada a produzir gays, travecos e criminosas crianças e adolescentes cabeças feitas pelo marxismo cultural da insanidade.

    Que conseguiram os ideólogos do ex-presidente Analfabeto, tipo Chico Malandro Buarque??? Conseguiram substituir uma “zelite” por outra pior. Hoje, os filhos, genros e netas dos beatos da Igreja Marxista tipo descendentes desse cantor, ocupam as colunas sociais (ESTADÃO, caderno 2, 4ª, 8 de março 2017) e as notícias dos “novos ricos” nesse teatro macabro que é a “zelite” atual da sociedade brasileira.

    DIA 26/03/2017 INTERVENÇÃO CÍVICO MILITAR NAS RUAS. ESSA POUCA VERGONHA PRECISA ACABAR OU ELES ACABAM COM O QUE RESTOU DO BRASIL DEPOIS DE DON LULLA RATÃO E TROGLODILMA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>