Por escolas sem partidos

Os canalhas, via de regra invocam o Estado Laico para se insurgir contra o ensino religioso nas escolas, mas e quanto ao ensino ideológico e político, que é tão ingerente quanto e produz os mesmos efeitos, a saber, determinar a conduta e pensamento do indivíduo, influenciando na formação do ser?

Existe um processo de doutrinação nas escolas. Os alunos não são direcionados nem condicionados aprender o que é útil pra vida. Há um processo de emburrecimento desenvolvido e aplicado por psicólogos e pedagogos em nossas instituições de ensino.

No texto Armas da Liberdade¹, o filósofo Olavo de Carvalho assevera:

Todas as disciplinas, incluindo matemática e ciências, foram remoldadas para servir a propósitos de manipulação psicológica. O próprio Pascal Bernardin descreveu meticulosamente o fenômeno em Machiavel Pédagogue (1995). Leia e descobrirá por que seu filho não consegue resolver uma equação de segundo grau ou completar uma frase sem três solecismos, mas volta da escola falando grosso como um comissário do povo, cobrando dos pais uma conduta “politicamente correta”.

Esse processo, imposto por um currículo escolar determinado pelo ministério da educação, órgão do governo destinado a atender interesses políticos e partidários de quem está no poder, visa fazer crescer uma nação que pense de acordo com a ideologia do partido, perpetuando-o no mais alto posto da nação.

A nossa educação há muito tempo vem sendo um instrumento ideológico e partidário que não coaduna com as finalidades pretendidas por aqueles que amam o conhecimento. Alunos são doutrinados e quando se rebelam são excluídos e até perseguidos, e este ciclo se estende as universidades, faculdades etc. Isso precisa acabar!

O projeto Escola Sem Partido² precisa ser apoiado, e esta mensagem precisa ser disseminada a toda população, para que saiba que seus filhos estão sendo submetidos a um processo de DESCONSTRUÇÃO dos valores e da educação que receberam em casa.

1-Armas da Liberdade:Artigo do Olavo de Carvalho (clique aqui)

2- Escola Sem Partido:(clique aqui)

Fonte: página: O Contestador

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>