Medalhista brasileiro presta continência e é alvo de polêmica

“A continência do atleta e militar Felipe Wu, tornou-se desnecessariamente motivo de polêmica.

felipe-wu-presta-continencia-apos-levar-prata-no-tiro-1470525127402_v2_600x800Esclarecendo :
1- um atleta militar faz mais do que conquistar uma medalha, cumpre uma missão com seu país

2- Não fosse o exército muitos atletas brasileiros não chegariam as Olimpíadas

3- Continência é um sinal de respeito só isso.

4- Vão reclamar da continência e se seguir nessa pisada vão reclamar de atletas que fazem o sinal da cruz antes de começar uma prova ou ao receber uma medalha…Ora, isso não é preconceito e intolerância? Ou o discurso de viva a diversidade foi só retórica da abertura das Olimpíadas? !

5- Parabéns Felipe Wu, pela medalha, pelo respeito e Patriotismo! Vai Brasil!” (clique aqui)

Ps. Felipe corre o risco de perder a medalha, pois tem uma regra do Comitê Olímpico que proíbe coisas do tipo, mas eu creio que não vá dar em nada isso.

cats

Curta DilMandioca

Curta Carteiro Reaça

2 thoughts on “Medalhista brasileiro presta continência e é alvo de polêmica

  1. Antonio Nunes Junior

    Quem sabe ler o que está escrito no regulamento do COI não se preocupa com as fuleragens provocadas pelos três patetas do Estadão.

  2. Borkowski Marcos

    E quanto a obrigatoriedade da continência quando no pódio? (Lei 5700/71 – Art. 30 – CF): Nas cerimônias de hasteamento ou arriamento, nas ocasiões em que a Bandeira se apresentar em marcha ou cortejo, assim como durante a execução do Hino Nacional, todos devem tomar atitude de respeito, de pé e em silêncio, o civis do sexo masculino com a cabeça descoberta e os militares em continência, segundo os regulamentos das respectivas corporações. Crime de contravenção penal, Art. 35 – CF. Regulamento de continências, insignias de respeito e honras militares. A continência militar: Ela é o sinal de respeito dado pelo militar individualmente a seus superiores, iguais ou subordinados, – às autoridades, à bandeira ou ao hino nacional, à tropa, na conformidade deste regulamento, ou dado coletivamente pela tropa nas mesmas condições. A continência de um militar a outro é essencialmente impessoal, e por isso é uma obrigação mutua, a cumprir em qualquer situação. Ela visa o uniforme ou a insignia, não a pessoa do seu portador, e por isso nenhum militar tem o direito de dispensa-la. À bandeira nacional, conduzida por tropa, e o hino nacional, quando executado juntamente com uma continência ou em solenidade cívica. Todo militar faz alto para a continência à Bandeira, ao Hino e ao Presidente da Republica; as praças a aos oficiais generais de terra e mar. Quando um militar ouvir tocar o Hino Nacional, em uma solenidade, fará alto, voltado para a música, e ficará em continência enquanto durar a execução.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>