Pais usam filho(a) como cobaia de Ideologia de Gênero

Estou postando um trecho dessa reportagem, pois eu quero levantar essa discussão. Qual a sua opinião sobre “Identidade de Gênero”? Eu li essa reportagem e fiquei escandalizado, pois vi dois pais que estão usando seu filho como cobaia para uma experiencia perigosa.

Segue parte da repostamento, mas espero comentários depois.

Mica tem dois anos e apenas os cuidadores, como os seus pais biológicos preferem ser tratados, sabem o seu sexo. Um dia, a criança sai com um vestido rosa cheio de babados e, no seguinte, com um bermudão azul. Fora o visual, nem mesmo o nome de Mica entrega seu gênero de nascimento, porque a educadora Mariana Vieira Carvalho, 29, escolheu um nome que soasse neutro.

Vivendo em Campinas, no interior de São Paulo (SP), Mariana não se identifica nem como mulher nem como homem –por isso, não se importa de ser tratada no feminino ou no masculino. Por isso, quando descobriu que estava grávida, decidiu optar por uma criação de gênero neutro. O fator pessoal, no entanto, não deixou a situação mais fácil.

“A gente ainda fica muito preso nessa binariedade. Tanto que, quando vi o sexo na ultrassonografia, comecei a pensar em nomes para a criança vinculado a um gênero”, afirma Mariana.

Mariana, ao lado de Raul Almeida Carvalho, 31, que atua como profissional de psicologia, decidiu que a neutralidade tinha de vir desde o nome de registro. “Foi difícil porque não há muitas opções contemporâneas. E a gente teve o cuidado de não colocar nenhum nome que pudesse causar um constrangimento futuro.”

De acordo com o terapeuta sexual Breno Rosostolato, professor da Faculdade Santa Marcelina, em São Paulo, nomear uma criança com um termo que não entregue o sexo de nascimento ajuda a criar uma pessoa mais livre dos estereótipos de gênero, mas não é o bastante.

“A criança precisa ter condições de se representar do jeito que ela quiser e principalmente ter essa representação respeitada”, fala Rosostolato.

Reportagem completa: (Clique aqui)

15 thoughts on “Pais usam filho(a) como cobaia de Ideologia de Gênero

  1. Lucas França

    Puta que pariu hein!
    Esse povo só inventa moda…porque não abre a merda de um buraco e se enterra de cabeça pra baixo?

  2. Frank, the bunny

    O dedo no gatilho chega a coçar pra largar o prego nos cornos dessa filha da puta, vadia de merda. Isso é excesso de rola!!

  3. Ítalo

    Fim dos tempos, amigos. Fim dos tempos…

  4. Rafael Souza Santos

    Que absurdo ! É tão simples, é homem ou é mulher. Pare de inventar !

  5. Paulo Coelho

    É um menino.

  6. Enéas Carneiro

    Franja de feminista.

  7. Tio DarkCy

    Quem liga? O filho que vai crescer problemático, sem personalidade e sofrendo bullying a rodo não vai ser o meu mesmo. Daqui uns 15 anos só vai restar arrependimentos a essa escória por submeter uma criança a isso.

  8. Marcos Online

    Querem chamar atenção e matar de raiva quem acha errado

  9. […] Pais usam filho(a) como cobaia de Ideologia de Gênero […]

  10. Selmir Welke

    E o que é mais interessante é que uma faculdade ligada a Igreja católica,tem um funcionário que tem umas idéias dessas.

  11. RICARDO LUIZ

    Cadê o ECA agora? Não serve pra merda nenhuma!

  12. Wladimir Silva

    Não conseguem imaginar o prejuízo mental que essa criança terá quando, mais tarde, buscar uma referência.

  13. Claudiney Henrique Dos Santos

    Gênero só na língua portuguesa, entre os seres vivos existe é sexo, masculino e feminino, ou seja, macho e fêmea, homem e mulher.
    Quando será que irão acabar com essa merda de ideologia de gênero?

  14. Leone

    idiotice de gênero

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>