Militante LGBT humilha cristão em Universidade Federal

O real dia a dia em um campus federal

Este foi o primeiro dia de aula e eu acordei empolgada — na verdade não —, mas fui mesmo assim. Peguei duas conduções e fui para a universidade achando que, de fato, haveria aula, mas eu estava engada. A turma foi dispensada para a recepção com os veteranos. Eu estava em pânico. Sujar-me não é algo agradável, mas aquilo seria o menos pior que eu ouviria naquele dia.

Fomos levados para perto de uma árvore grande — ela fazia bastante sombra e ainda bem, pois estava fazendo 40 graus Celsius —. Sentamos em uma grande roda, onde começamos a conversar uns com os outros, na tentativa de nos conhecermos um pouco e também de quebrar aquele climão esquisito. Conversas vão e vem e ouvi um garoto, dizer:

— Oi, gente. Meu nome é Calebe e eu sou muçulmano. Como vocês sabem, nossa religião não é a favor de gays, negros, etc, mas sei conviver bem. Eu respeito, apenas não concordo.

Então, um outro garoto respondeu:

— Tudo bem, cara. Não vamos criar confusão por conta disso, afinal, é a sua religião e eu, realmente espero, que você não seja um homem-bomba.

Todos riram e a programação deu continuidade, se isso, de fato tivesse acontecido, mas não foi bem assim. A história real foi essa:

Calebe disse que era cristão — sim, cristão, porém não disse uma palavra a mais —, então, sem pensar duas vezes, outro garoto se levantou, tomado pela raiva — o seu rosto estava vermelho, muito vermelho e ele até suava —, e disse:

— Você é cristão, Calebe? Então você terá de me engolir a força. Eu ainda irei esfregar a bandeira LGBT na sua cara. Você não sabe o que te espera.

Calebe parecia assustado com tudo aquilo, afinal, ele apenas falou sobre a sua fé, porém a manteve firme quando decidiu não continuar aquela discussão.

 

4 thoughts on “Militante LGBT humilha cristão em Universidade Federal

  1. Denis

    Se eu to presente, isso ai da uma meeeerda, rs…..

    • Liliane

      Estorinha inventada. Não tá percebendo?

      • Helenna Alves

        Na verdade é real. Eu presenciei a cena. #Paz

  2. João Guilherme

    Parece q todo homossexual é idiota…deve ter alguns q se salvam

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>