Tico Santa Cruz, Pabllo Vittar e Clara Averbuck

Tico Santa Cruz e Pabllo Vittar:

Tico Santa Cruz, pela segunda vez teve seu facebook invadido e sua página adulterada com posts ofensivos e a foto do Bolsonaro. O mesmo aconteceu a Pabllo Vittar em seu canal do YouTube – tendo seu principal vídeo deletado.




Com clara tentativa de relacionar os eleitores do Bolsonaro a estes fatos dantescos, nos trazem dúvidas a superfície: O facebook e o YouTube tem uma plataforma de segurança multi-nível, com PIN via sms (mensagem de celular), avisos via e-mail e até bloqueio temporário da conta. Como que, em menos de 48 horas, os queridinhos da esquerda, tiveram suas mídias sociais invadidas?

Seria a mesma pessoa incompetente que administra, tanto a página do Tico como o canal do Pabllo? Estariam os dois facilitando tal ataque com senhas fracas? Os responsáveis por suas redes sociais estariam facilitando o ataque? Ou é apenas uma False Flag para causar euforia na mídia, aumentar seus números de seguidores e inscritos e ridicularizar a imagem do Bolsonaro e seus eleitores?

Ressalto ainda o fato de que tais ataques aconteceram 24 horas após a divulgação da foto da Inês Brasil (ícone LGBTs) com Bolsonaro no aeroporto de Campinas, causando grande revolta em seus seguidores e ataques verbais cruéis e descabidos.




 

Clara Averbuck

Clara Averbuck, escritora, blogueira, escreve para Revista Fórum e carta capital, feminista, relatou em seu facebook que foi abusada sexualmente dentro da Uber, porém não vai denunciar a polícia.

Sem saber o nome do abusador e tipo de carro, em seu vídeo ela diz que não se pune estuprador com castração química, pois não é somente com pênis que se estupra.



Ela só esqueceu de falar que a castração química acaba com o desejo sexual e portanto o estuprador não tem o ímpeto de estuprar. Talvez por ignorância ou por desonestidade, ela não repassou essa informação. Finaliza defendendo que punição e pena de morte para estuprador não é o caminho.

A mesma não acredita em denúncia formal, apenas em denúncia do facebook como mostra o vídeo abaixo.

Essa seria mais uma fanfic de feminista ou um caso real?

Clara lançou uma campanha: #MeuMotoristaAbusador






Camila

About Camila Abdo

Jornalista (MTB - 0083932/SP; Associação Brasileira de Jornalista -ABJ- 2457) , com cursos nas áreas de jornalismo digital, jornal impresso, fundamentos do jornalismo, jornalismo investigativo, assessoria de imprensa e comunicação interna. Estudante de direito (Unip) e história (Anhanguera), possuo diversos cursos de especialização na área de psicologia/psicopatologia, entre eles: urgências psiquiátricas, perícias criminais, psicopatologia da infância e adolescência, transtornos de personalidade, terapia cognitivo-comportamental, psicanálise: teoria e técnica, gestalt terapia, criminologia, sexualidade - normal e patológica, psicofarmacologia, psicologia forense, neuroanatomia, abuso sexual infantil, predadores sexuais, psicologia social e violência doméstica, enfermagem em saúde mental, medicina legal e psicologia penitenciária. Certificado INBOUND pela HUBSPOT ACADEMY. Meu canal: https://www.youtube.com/c/CamilaAbdoCalvo

2 thoughts on “Tico Santa Cruz, Pabllo Vittar e Clara Averbuck

  1. The SA Government should reinstate funding. The Women Community Centre plays a vital Role in our community. The state can not achieve Gender Equality while the funding for empowering women is slashed. Please reinstate funding

  2. True professionals leave their personal lives at the door when they arrive at their job. Don’t expect anyone to be fine with crap service because you are having a bad day.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>