Posted on 8 comentários

Artista amamenta boneca nas ruas com um pênis

Compartilhe!

Uma artista de Viçosa, amamenta uma boneca (como se fosse um bebê) com um pênis pelas ruas de Viçosa, MG e gera desconforto nos habitantes.

A performance “Agora eu Posso” é da atriz e diretora de teatro Jeane Doucas.

Olhe o video onde a “artista” comenta esse lixo.













Que tipo de arte é essa? Apologia a pedofilia?

8 thoughts on “Artista amamenta boneca nas ruas com um pênis

  1. Cadê a polícia para enquadrar está meliante da apologia da pedófilia!!

  2. Só não entendeu a intenção da artista quem é surdo ou analfabeto, ela simplesmente quis denunciar o descaso ao assédio sexual nos transportes públicos se contrapondo em sua performance contendo elementos em que nos remetem à imagem de uma amamentação de um bebê com seios fálicos, o nome da performance é “Agora eu posso”.

  3. Isso não é amamentação. É apologia a pedofilia. É um crime contra a criança e a sociedade.

  4. Isso não é amamentação. É apologia a pedofilia. É um crime contra a criança e a sociedade.

  5. Se a intenção dela era chamar atenção ao descaso com assédio sexual em transporte públicos ela que procurasse outra maneira, pois essa “manifestação” dela foi uma ideia infeliz e muito desrespeitosa, expondo a figura de crianças numa baixaria!

  6. Um nojo, mentalidade deplorável, degenerada, “sabedoria” diabólica.

  7. Crime. Simples assim. Incita a pedofilia e a ela faz alusão.
    Crianças em volta de um homem nu são estimuladas a tocar em suas partes íntimas. (Este é um modelo de uma antiga prática pagã-satanista). Esta é nossa luta! Satanás está jogando pesado. Precisamos de pessoas de luta e fé na política e na sociedade para combatermos isso. ( E NAS INSTITUIÇÕES RELIGIOSAS TAMBÉM!).Senão.. daí será para pior.. e crianças inocentes continuarão reféns do diabo e de uma sociedade que excluiu Deus de seus princípios..
    (Renato Suhett)

  8. Ela provavelmente é adepta do sexo oral e deve mamar com arte.

Deixe uma resposta para Bruno Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *