Rede Globo promove perseguição a Gusttavo Lima após ele declarar apoio a armas e Bolsonaro.

Compartilhe!

Gusttavo Lima nunca esteve tão em voga. Virou alvo da Rede Globo.

Globo é conhecida pela ditadura da opinião. De forma subliminar, ela forma opinião e determina comportamentos.



 

Quem se atreve a desobedecer os mandos e desmando da emissora que teve sua dívida de R$ 1,6 bilhão perdoada em 2002 e, de 2003 a 2014 recebeu R$ 6,2 bilhões em publicidade do governo federal (gestão Lula e Dilma), acaba perseguido e tendo sua moral destruída. Razão pela qual, muitos artistas tiveram sua carreira destruída e/ou estão na geladeira da gigante emissora.

 

E é exatamente isso que está acontecendo com o cantor sertanejo Gusttavo Lima, casado com Andressa Suita, pai de 2 filhos, após declaração de apoio ao Bolsonaro e ao porte de armas.

 

Em uma tentativa grotesca de culpar de forma indireta Gusttavo Lima pelo ataque covarde ocorrido na Flórida e colocar a população contra o cantor, a Rede Globo, no último domingo (25.fev.2018), no programa dominical “fantástico”, fez uma matéria tendenciosa, fazendo um paralelo desonesto entre Gusttavo Lima, o tiroteio em Parkland (Flórida) que vitimou 31 pessoas, sendo estas 17 mortos e 14 feridos e as famosas “fake News” (notícias falsas).

 

Creio que, assim como eu, a maioria de nós não conseguiu traçar tal paralelo. Ainda me questiono como Gusttavo Lima teria influenciado e obrigado o assassino Nikolas de Jesus Cruz (19 anos) adentrar a escola secundária Marjory Stoneman Douglas, empunhar armas e atacar covardemente adolescentes e professores.

 

Hoje, 29.fev.2018, a Globo fez uma matéria (dispensável dizer que tendenciosa) em que acusa Gusttavo Lima de ter sido indiciado pela Polícia Civil por crime ambiental.

 

De acordo com a matéria, o cantor aumentou a represa de uma fazenda que possui em Goiás, sem possuir tal licença.

 

Porém não faz qualquer referência ao crime ambiental cometido por Luciano Huck (apresentar do canal e envolvido em pagamento de propina para Aécio Neves), em 2017, onde foi condenado a retirar as boias que impedem o acesso à sua casa na Ilha das Palmeiras (Angra dos Reis), além do pagamento de indenização por danos morais coletivos, em decorrência da degradação ao meio ambiente, no valor de R$ 40 mil. Ocasião em que o MPF também pediu o cálculo da multa por descumprimento de liminar da Justiça Federal em 2010.




Assessoria de Gusttavo Lima

 

O cantor Gusttavo Lima, por intermédio de sua assessoria de imprensa, esclarece nota publicada sobre a obra na fazenda entre os municípios de Caldazinha e Bela vista de Goiás:

– Não houve indiciamento, por não ter havido a conclusão do inquérito.

– Toda documentação necessária foi entregue ao delegado titular do inquérito.

– O pedido de licença ambiental já foi protocolado há algum tempo.

– As obras foram paralisadas, até que tudo seja devidamente esclarecido.

– Há de se constatar por perícia que não houve nenhum tipo de dano ambiental, e sim uma limpeza em área permitida.

 

Camila

About Camila Abdo

Jornalista (MTB - 0083932/SP; Associação Brasileira de Jornalista -ABJ- 2457) , com cursos nas áreas de jornalismo digital, jornal impresso, fundamentos do jornalismo, jornalismo investigativo, assessoria de imprensa e comunicação interna. Estudante de direito (Unip) e história (Anhanguera), possuo diversos cursos de especialização na área de psicologia/psicopatologia, entre eles: urgências psiquiátricas, perícias criminais, psicopatologia da infância e adolescência, transtornos de personalidade, terapia cognitivo-comportamental, psicanálise: teoria e técnica, gestalt terapia, criminologia, sexualidade - normal e patológica, psicofarmacologia, psicologia forense, neuroanatomia, abuso sexual infantil, predadores sexuais, psicologia social e violência doméstica, enfermagem em saúde mental, medicina legal e psicologia penitenciária. Certificado INBOUND pela HUBSPOT ACADEMY. Meu canal: https://www.youtube.com/c/CamilaAbdoCalvo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>