Veja publica artigo falacioso sobre seguidores de Bolsonaro

Compartilhe!

A imprensa, braço importante do comunismo mundial, está alarmada. Sim, pressionaram o botão vermelho (tinha de ser dessa cor) e seus principais “players” capitaneados pela Globo e Veja começaram a produzir factoides contra Bolsonaro à toque de caixa.

A última pérola veio da Veja desta semana (25/4) na qual os diretores do Pasquim encomendaram a 3 focas um artigo que explicasse de forma depreciativa o vertiginoso crescimento que Bolsonaro tem tido na preferência do eleitorado.

E não é que os repórteres lobotomizados tiveram a cara de pau de inventar que grande parte dos seguidores de Bolsonaro nas redes sociais são robôs cibernéticos ? E o pior , disseram que deve haver infiltração estrangeira financiando essa suposta estratégia digital …sim estrangeira , exatamente aquela que atua aqui tentando manipular o jogo eleitoral em favor da esquerda globalista também conhecida como ONU, Soros, Rockfeller e seus bajuladores tupiniquins.

Quer dizer , os ratos de redação inventaram que a conhecida infiltração estrangeira está aqui para turbinar a candidatura de Bolsonaro e não a dos globalistas que se acham camuflados em 2 ou 3 partidos. Pois é , “chame-os daquilo que você é ..” já dizia Lenin.

A continuar nesse ritmo de construção de narrativas falaciosas, daqui a pouco vão inventar que Bolsonaro recebeu George Soros em sua casa para um jantar estratégico regado a vinhos do século XVIII harmonizados com charutos cubanos.

Eu acho até que Veja se baseou no próprio perfil no twitter para inventar essa falácia já que de acordo com  o Canal Terça-Livre  cerca de 45% dos 8 milhões de seguidores de Veja no twitter são robôs.  ” Chame-os daquilo que você é “.

by Paulo Mello

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>